MAPA aceita Certificado Sanitário para Lagosta e Derivados Oriundos da Pesca Extrativa

7 de Maio de 2020

Após vários anos de negociações, em 28 de abril, o Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) recebeu uma resposta oficial do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) aprovando a redação final do Certificado Sanitário para Lagosta e Derivados Oriundos da Pesca Extrativa. Por mais de seis anos, oficiais da Missão do USDA no Brasil, trabalharam com a National Oceanic and Atmospheric Administration (Administração Nacional Oceânica e Atmosférica, NOAA) para simplificar a linguagem do certificado para exportação de lagostas vivas e produtos de lagosta dos EUA para o Brasil. A nova redação do certificado tornará mais fácil para as empresas dos EUA exportar esses produtos para o mercado brasileiro.